sábado, 2 de junho de 2018

Um novo desafio

Estou tão empolgada mas ao mesmo tempo ansiosa e com medo.

É oficial! Vou sair da minha zona de conforto!


Vai ser um pouco constrangedor mas ao mesmo tempo penso que vai fazer-me bem.
Ao escolher este novo desafio, tive que deixar uma pessoa para trás. Deixo-a no sentido de libertar-me de algo em que estava agarrada e não seguia em frente. Em algo que não valia a pena e só estava a ver o tempo a passar e eu no mesmo sitio. Não dava uns passos para frente e nem para trás. Por isso, acredito que este novo desafio vai ser uma mudança brusca. Tenho a certeza que vou ter momentos de fraqueza mas tenho que lembrar-me, eu fiz tudo o que tinha ao meu alcance e não resultou. Agora é procurar outra pessoa em que resulte.

terça-feira, 27 de março de 2018

Mexericos do escritório

Hoje descobri que tenho uma admiradora no trabalho. É que calhou-me ouvir a conversa dessa personagem a falar de mim, em que o contacto que tenho com ela é só um "Bom-dia".
Mas temos que admitir, loucos por aí não faltam! Até considerei que pudesse ser uma stalker para opinar tão bem quando nem se quer temos interação.
Então a dita cuja, estava a contar ao colega dela que não gostava nada de mim e teve a contar os motivos, no qual fez-me duvidar se estava num local de trabalho ou se  tinha voltado aos tempos do secundário em que os putos não gostavam uns dos outros pelos motivos mais estúpidos e sem sentido algum. São mesmo coisas de adolescentes que ainda não ganharam maturidade e acordaram para a vida.
E comecei a pensar que idade a dita coisa tinha, mas depois apercebi que o problema não estava na idade mas sim naquela cabeça com uma mentalidade de uma miúda de 13 anos. Claro, porque faz todo o sentido de não gostar de alguém, por se  vestir-se mal ou porque parece uma anormal, ou porque é feia. Isto faz-me lembrar os putos na escola a fazerem bullying por coisas estúpidas.

Só apetecia-me meter-me na conversa e dizer:
"Oh miguxa!!!! Se quiseres eu aconselho-te um bom psicólogo para tratares dessa tola."

Apanha-se com cada maluca dos cornos que vai lá vai!

sexta-feira, 23 de março de 2018

segunda-feira, 19 de março de 2018

Fazer-me à vida



Hoje foi o dia em que percebi que estou à espera de um milagre. Um milagre que não vai acontecer, e se ficar sentada  a vida vai passar-me a frente dos olhos e vou ficar sempre no mesmo sitio à espera desse dito milagre.Vou deixar de viver e de encontrar as coisas boas da vida por causa de ter esperança em algo que não existe e que não vai acontecer.
Chegou a hora de fazer-me a vida e lutar por uma mudança e não conformar-me e ficar sentada sem fazer nada. 

Conformar-se é morrer.

domingo, 18 de março de 2018

Passeios nas lojas

Estou muito bem a ver as novidades na Stradivarius quando deparo com este comentário entre duas senhoras já na casa nos 40.

"Preto e azul escruro não combinam. Como podem ter feito isso numa camisola?"

quarta-feira, 7 de março de 2018

Hello again

Quero dar vida a este cantinho que anda morto. Aos meses que não escrevo aqui nada de jeito. Tanta coisa mudou e tanta coisa que aconteceu. 
Já não identificou-me com os textos que escrevi. Parece que sou uma pessoa totalmente diferente. Mas isso faz parte da vida, estamos sempre a mudar. Eu senti que evolui muito nestes anos que tive mais parada. E quero manter este canto para ver essa evolução ao longo do tempo.