domingo, 23 de julho de 2017

Trabalhar numa multinacional não é assim tão bom como muitos podem pensar. 
Pelo menos estou a ter uma experiência horrível.

domingo, 2 de julho de 2017

Sistema

Muitos de nós acordam todos os dias para ir trabalhar, fazer algo de que não se gosta ou porque o que se gosta não dá dinheiro para viver. 
Temos contas para pagar e com a crise em que estamos submetemos ao que não gostamos. Muitos trabalham mais do que 8 horas por dia. 
Andamos deprimidos e com porcarias de comprimidos em cima. 
E o que fazemos enquanto a isso? Nada. É assim a vida! É esse o nosso pensamento. 
Levantamos de manhã vamos trabalhar, convivemos com pessoas que não gostamos, chegamos a casa estafados com as tarefas domésticas para fazer, tomar conta de uma família e quando finalmente deitamos, estamos cansados e verificamos que nem um minuto durante o dia todo tivemos para nós.
Nem sequer um minuto conseguimos retirar para nos mimar. Mas o que importa agora? Estamos cansados e só queremos dormir. Amanhã será um novo dia. Mas será exactamente igual aos dias anteriores. 
Quando dermos por ela já passou uma semana, um mês ou um ano talvez. 
Não vemos nada de diferente no nosso dia a dia. Limitamos a encher os bolsos a uns para irem de férias para as Maldivas, para terem uma casa na Ericeira junto ao mar. Enquanto nós que fartamos trabalhar e muitas vezes o nosso trabalho nem é recompensado e reconhecido apenas ficamos a contar tostões para pagar as contas. 
Há quem receba pelas horas extras, pelos fins de semana, mas e esse dinheiro? Consegues comprar uma casa à beira-mar? Se sim, consegues ter tempo para observar o mar a partir da tua varanda? Consegues aproveitar cada momento da tua vida? Claro que não! Passas o tempo todo a trabalhar.
Quando dermos por ela, vemos que não estamos a viver, simplesmente existimos.
Para quê trabalhar fins-de-semana se nem um minuto temos para nós mesmos? Para fazer aquilo que realmente gostamos. 
Depois ficamos deprimidos e o dinheiro que custou tanto a ganhar com tanto sacrifício vai parar a psicólogos e em medicamentos. 
Quando dermos por ela, já somos pessoas de idade sem vontade ou forças para viver a vida. 
Estamos esgotados de tantos anos a trabalhar num sistema que não quer saber de nós. 
Se olharmos para trás verificamos que não vivemos. Não vivemos uma vida digna, não realizamos os nossos sonhos, não fomos conhecer aquele país que tanto gostamos de conhecer. A vida passou a frente dos nossos olhos e não aproveitamos. Porque tivemos inseridos no sistema. 
E o que fizemos? O que podemos fazer para sair deste ciclo vicioso? Nada! É o que a sociedade diz.
A sociedade dita-nos como devemos viver. Manda em nós como se fosse dona da nossa vida. Diz os caminhos que devemos seguir e os caminhos a não seguir. Por isso, fazemos coisas que não queremos e no final de uma vida inteira só resta o arrependimento.
Será que dá para fugir ao sistema que nos impinge a alma? SIM! Conseguimos fugir só que temos que ir pelos caminhos em que a sociedade diz que é perigoso. Temos que arriscar e seguir os nossos sonhos. O que importa não é o dinheiro que conseguimos fazer, nem o estatuto de um emprego, o que realmente importa nesta vida é sermos felizes e viver a vida e não apenas existir. 
Fujam do sistema! Revoltem-se! Não deixem que isso consuma-vos a vossa sanidade mental. 

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Auto-Ajuda

Todos conhecem aqueles famosos livros que são uns best-sellers e fazem render muito dinheiro a quem os escrevem. E a maioria das vezes são olhados de lado e só são tretas. Pois bem, venho aqui confessar-me que rendi-me a um desses livros e mudei a minha perspectiva. Não são assim um bicho de setes cabeças como muitos o pintam ou que estão cheios de bondega. Encontrei verdades que precisava de ouvir, outras perspectivas de ver a vida e no fundo só fez-me bem. É como se fosse uma voz amiga que ali tivesse a dizer as coisas que necessitamos ouvir, só coisas positivas. Eu rendi-me e aconselho a todos  também a renderem-se e deixarem entrar pensamentos positivos na vossa vida. E recomendo a começarem por este aqui:


Pode parecer que estou a dar uma tanga autêntica, mas não. A autora deste livro fez-me ver que temos sempre duas escolhas quando deparamos com um problema, ou entramos em pânico e estamos sujeitos a que dê-nos um fanico ou mete-mos para trás das costas e encaramos a situação com calma.  Muitas vezes, o bicho papão que pensamos que existe na realidade não existe. É essa prespectiva que precisava de ouvir, que o desconhecido não é assim tão assustador como pensamos, pode ser algo maravilhoso. Rendem-se a este livro e deixem-se levar pelo pensamento positivo. Se fez-me bem certamente também irá fazer bem a vocês. Deixem-se levar e sejam felizes.

domingo, 7 de maio de 2017

Passou-se uma semana e foi a coisa mais horrível de sempre. Deixou-me num estado de ansiedade e de pânico. Todos os dias de manhã sinto um aperto no coração, farto-me de chorar. Não foi isto que quis para a minha vida. Deixei que outros fizessem o que eles achavam o que era melhor para mim. Mas o que eles acham que é o melhor para mim está a ser uma tortura mental. O que eles dizem que é o melhor deixa-me num estado de pânico e de ansiedade. Não consigo dormir, passo os dias a chorar, não consigo comer e dizem que essa experiência é a melhor para mim. Enquanto sei que no fundo só estou a dar cabo de mim mesma. Foi culpa minha por ter deixado eles intrometerem-se no meu futuro. Não sei quanto tempo vou conseguir aguentar.

segunda-feira, 17 de abril de 2017







Elementos Secretos



Inspiração





Elementos Secretos






Cada dia que sou menosprezada e desrespeitada vai crescendo uma motivação enorme para lutar por aquilo que quero e que acredito. Sei que sou capaz. Quero mostrar aos meus inimigos que não sou uma atrasada mental e nem uma parola e que deveriam ter-me dado o respectivo valor na altura certa. Quero e fazer o meu sucesso o meu grito de vitória.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Cheia de forças


Agora perguntam-me...Porquê tanta frase inspiradora?
E eu respondo-vos com um sorriso na cara. Comecei a lutar por aquilo que acredito. O caminho vai ser longo mas estou mais excitada com o percurso difícil do que com o fim.
"There are things worth believing in; there are things worth being passionate about; and so our action must not be a reaction but a creation. For ideas catch the dewdrops and reflect the cosmos, so let those ideas be noble, let them be poetic and let them be beautiful" - Imaginary Foundation
"Here’s to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently. They’re not fond of rules. And they have no respect for the status quo. You can quote them, disagree with them, glorify or vilify them. About the only thing you can’t do is ignore them. Because they change things. They push the human race forward. And while some may see them as the crazy ones, we see genius. Because the people who are crazy enough to think they can change the world, are the ones who do." - Apple Think Different campaign

segunda-feira, 27 de março de 2017

Comprar auriculares na Ale-Hop é pior do que comprar nos chineses. Nem uma semana aguentam!

terça-feira, 21 de março de 2017

A minha sina

Depois da bomba ter caído em cima fui para casa com uma angustia e um nó no peito. Apetecia-me gritar em plenos pulmões para conseguir libertar-me da dor que tinha dentro de mim, mas não o fiz. Mantive-me calma até chegar a casa. Quando cheguei meti-me debaixo do chuveiro, meti a água mais quente que conseguia suportar. Aí, chorei em silêncio, chorei como se não houvesse amanhã e gemia baixinho para libertar-me da dor. Por fim, meti água bem fria para lavar as minhas angustias e irem pelo cano abaixo.  Assim que sai do banho, olhei-me ao espelho e vi a minha imagem. Vi um olhar cheio de dor e vi uns olhos inchados e vermelhos. E disse a mim mesma "Está na hora de seguir em frente. E primeiro de tudo tens que cuidar de ti própria". Comecei com pequenos gestos, meti o tónico facial, o creme para as olheiras, o creme para o cabelo, aos poucos e poucos fui cuidado de mim. E a partir de hoje vou cuidar mais de mim já que não era um procedimento habitual.
Não vai ser fácil os próximos tempos, mas sei que sou forte e vou conseguir ultrapassar isto.
Afinal só fui a jeitosa para ele porque no fim pediu a outra em casamento. Fui apenas a outra sem saber. Esta é que é a minha triste sina.

sábado, 18 de março de 2017

Motivo para se ir as urgências

Tenho um pavor a hospitais principalmente os públicos. Todos sabemos que aquilo é repleto de bactérias! Por isso, só vou mesmo na última, quando não tenho alternativas. Foi o caso do outro dia, tive mesmo que ir as urgências porque já não aguentava com dores. E lá fui eu! Ia toda contrariada e infeliz da vida. Tive quase duas horas à espera. E quando finalmente fui chamada e vi o médico novinho e todo bom só pensei que a espera valeu muito bem a pena. Além de ser bem atendida ainda dei de papar aos meus ricos olhinhos. Claro que sai de lá quase curada... Ser bem tratada por um gajo todo bom e super atencioso cura qualquer coisa. Fiquei tentada em querer voltar novamente.

Se tiverem pavor como eu, não tenham mais ;)





quinta-feira, 9 de março de 2017

Mudar de carreira

Quero mudar de carreira, quero fazer outra coisa dentro da minha área. Há quem diga que estou a dar um tiro no pé mas preciso fazer algo por mim, preciso de aventurar-me e conhecer novos horizontes. Estou farta de estar no trabalho e estar a sonhar com outros trabalhos que gostava muito de experimentar. Dizem que neste momento tenho pensar na minha carreira profissional e é um risco agora mudar e tenho que continuar. Sinceramente, acho se continuar com a minha vida isso sim é um erro e arriscar só faz crescer. A vida não é só trabalhar há mais coisas, além do trabalho e do dinheiro. Para quê estar num trabalho e estar a ganhar bem para chegar aos 40 anos com uma depressão em cima e com a pipoca frita?! Isso não é viver! Quero aproveitar a vida enquanto for nova. Quero descobrir o que realmente gosto e acho que mais vale agora do que mais tarde.
Desmarcar entrevistas em cima da hora só dá-me vontade em não meter lá os pés. Só mostra a desorganização e o entalanço que é dentro da empresa. E foram os managers que escolheram o dia e a hora para depois dizerem que afinal não dá. Não quero sair de um ambiente mau para enfiar-me noutro. Dispenso!

quarta-feira, 8 de março de 2017

Mulheres que inspiram-me


Hedy Lamarr


Marissa Mayer


Marie Curie

Grace Hopper

Natalie Portman

Rosalind Franklin

Dia Feliz da Mulher!!!








domingo, 5 de março de 2017

Esta semana vai ser de muitas emoções fortes.
A preparar-me mentalmente para o que vai acontecer-me...

sexta-feira, 3 de março de 2017

Quando uma pessoa faz algo mal, chama-se atenção dos erros e diz-se como poderá fazer melhor. E não andarem por trás a dizer que o fulano x só faz trabalho de merda. E culpam o fulano x pelo trabalho apresentado que está uma merda, enquanto foram eles que não conseguiram levantar os requisitos. É fácil mandar a culpa para cima dos outros e a falar por trás. E cada vez mais, não tenho vontande de trabalhar num ambiente assim.
Estou mais decidida a querer mudar e com mais pica a enfrentar novos desafios.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Os amigos são a melhor terapia

Esta semana foi péssima e a partir de agora não vai melhorar. Mas nada como estar com os amigos e ir ao cinema ver um filme de terror que resolve logo o problema. Sinto-me melhor, mais motivada e cheia de energias positivas. Sei que não vai ser fácil nos próximos tempos, mas já ando a enviar currículos e preciso lutar por mim. Não posso é ficar parada!

PS: O Rings têm uma boa história mas poderia estar mais creepy e assustador, achei-o fraquinho nesse aspecto.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Desaparecemos sem dizer um adeus. Tudo acabou de um dia para o outro. Eu sei que fiz tudo e tentei tudo, mas mesmo assim sinto remorsos que poderia ter feito mais na altura certa e não fiz. Mas a verdade é que também poderias ter tentado e não tentaste. Deixaste ficar sem fazer nada enquanto eu é que comecei a lutar e tu simplesmente nada. Foi por tua causa que consegui encontrar força para levantar-me todos os dias de manhã. Deste-me força para levantar e ir trabalhar. Chegar ao trabalho e ficar a tua espera pelo teu bom dia era uma alegria para mim. Tinha encontrado a motivação e um motivo para ser feliz e querer ir trabalhar. Mesmo fazendo aquilo que não gostava deste a força para enfrentar e começar a gostar daquilo, sentia-me motivada. O teu até amanhã deixava-me ansiosa pelo amanhã. E de um momento para outro fomos separados sem dizer um adeus. Sem dizer um até breve, simplesmente, foi um até amanhã que nunca foi um amanhã. Desaparecemos da vista um do outro. Andei uns meses feliz mas só andava a enganar a mim mesma. Caí outra vez na desmotivação, levantar todos os dias têm sido um pesadelo. Sinto saudades tuas, mas sei que não fizeste nada e que nem deixaste entrar-me. Deixaste-me cheia de dúvidas! Mas ao fim deste tempo acabaste com as minhas dúvidas. Fizeste perceber que eu fiz de tudo e que tentei, tu é que não quiseste.Tiras-te um peso enorme cima de mim. A dúvida que assombrava-me todas as noites desapareceu. Agora, tenho forças para seguir em frente e deixar isto no passado. Sinto-me como nova!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Trechos

".... ela olhou para ele e sabia que aquele momento era o último que iam estar juntos.
- Tens mesmo que ir? - perguntou ela com uma esperança a remoer lá dentro e a desejar que ele dissesse as palavras mágicas 'Não eu fico, porque quero estar contigo.'.
- Sim é uma oportunidade que tenho e não quero perder por nada .
Como uma frase tão simples e inocente atravesso-a bem fundo no peito.
- Então desejo-te o maior sucesso e felicidades. E que tudo corra bem. - Lá no fundo só apetecia gritar e dizer "Não vás!! Fica comigo por favor! Não vou conseguir estar longe de ti e sem ter contacto contigo, vai ser uma tortura!"
Depois do simples obrigado da parte dele, cada um virou as costas e seguiu o seu caminho. Ele escolheu a carreira e seguir o amigo do que ficar com ela. Escolheu em nunca mais a ver. E ela decidiu em meter um ponto final de vez nele. Tinha acabado tudo! Ela fez de tudo para o ter, ele simplesmente não quis. E a esperança acabou por morrer! E passado um tempo voltou-se apaixonar outra vez pela pessoa errada. E tudo voltou-se a repetir. "

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Dreams



Admiro aquelas pessoas que sabem o que querem, que sabem muito bem quais são os seu sonhos. Enquanto eu tento descobrir o que realmente quero e não sei quais são os meus verdadeiros sonhos. Sinto-me tão confusa por dentro que não consigo ver o que realmente desejo. Gostava tanto ter uma meta e pensar (Agora vou lutar por isso!), mas não sei pelo que lutar. Gostava de fazer tanta coisa e não sei qual dessas coisas realmente gosto. Gostava tanto de ser escritora, gostava tanto de ser empresária, gostava tanto de ser uma cientista maluca, gostava tanto de escrever roteiros de filmes de terror, gosto de tanta coisa. Mas a minha maior dúvida é perceber o que realmente gosto mais, o que realmente quero fazer da minha vida e agarrar-me a isso com unhas e dentes. Queria tanto lutar por algo mas não sei o quê. A única coisa que sei é que não gosto do meu trabalho, provavelmente devo começar por aí.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

A minha carreira vai mal a pior

Todos os dias faço um esforço enorme para sair da cama para ir trabalha. Só apetecia-me ficar no conforto dos lençóis e não ter que pensar nas víboras que vou ter que aturar e o trabalho da treta que vou ter que fazer. Agora dizem-me, "até tens muita sorte em ter um trabalho há quem não tenha." Sim de facto sou uma sortuda mas sinceramente não há dinheiro no mundo que pague as barbaridades que uma pessoa tem que ouvir. A falta de respeito enorme pelos outros, não há dinheiro que pague isso. Diariamente sou mandada a abaixo. Como o ignorar não resultou comecei atacar na mesma moeda, queria respeito mas só obtive ainda mais amargura e acusarem-me de falta de respeito e arrogância extrema.
Nesse momento só penso o que raio estou ali a fazer. Mas não tenho coragem para fazer uma mudança pois tenho começado acreditar nos comentários negativos. Que sou uma burra, que não presto para nada, ninguém tem paciência para aturar-me que não esforço-me o suficiente e blá blá blá. Não sou de ferro e começo a deixar-me derrotar. Sinto que sou horrível como profissional e para qualquer lado que vá vou continuar a ser a burra e a estúpida.
Não foi isto que sonhei para a minha vida. Lembro-me perfeitamente numa conversa de há uns anos atrás com um colega meu. "Não quero ser como a maioria das pessoas, que simplesmente existem. Quero viver!" Mas neste momento, sinto que só existo e não estou a viver.

domingo, 29 de janeiro de 2017

Só de pensar que amanhã tenho que ir trabalhar até fico com náuseas. E não é pelo trabalho ser uma valente merda. Com isso até consigo aguentar. Mas agora ter que lidar com o feioso do meu team leader e a gorda da minha chefe é a parte mais tenebrosa que deixa-me toda arrepiada e doente. Já não tenho pachorra para aqueles dois.